Viúva de Kobe Bryant processa operadora do Helicóptero após tragédia

(Reuters) – A viúva do astro da NBA Kobe Bryant entrou com uma ação contra a operadora de um helicóptero que caiu em uma encosta da Califórnia, matando o ex-jogador, sua filha Gianna e outras sete pessoas há quase um mês, informou o Los Angeles Times nesta segunda-feira.

Vanessa Bryant entrou com processo por morte por negligência contra Island Express Helicopters e Island Express Holding Corp.

A queixa, apresentada na Corte Superior do Condado de Los Angeles, alega que o piloto Ara Zoboyan, que também morreu no acidente, falhou “em usar cuidados comuns ao pilotar a aeronave em questão”, afirmou o LA Times.

O processo alega que a morte de Bryant e dos outros foi resultado direto de “conduta negligente de Zobayan”, tornando a Island Express Helicopters “responsável em todos os aspectos”, segundo o jornal.

O helicóptero caiu em Calabasas, Califórnia, em 26 de janeiro, a caminho da Academia de Esportes Mamba, em Thousand Oaks, Califórnia, para um evento de basquete juvenil. A academia tinha o nome de Bryant, cujo apelido era Black Mamba.

 

DEIXE UMA RESPOSTA