VoePass faz seu primeiro voo na Ponte Aérea Rio-São Paulo

A VoePass iniciou nesta manhã de quarta-feira (05/08) os voos de Congonhas para o Aeroporto Santos Dumont com seu turboélice ATR 72-600.

Pelo fato da pista principal de Congonhas estar passando por obras, a companhia teve que realizar uma análise técnica e foi aprovada pela ANAC para adequar as operações a partir da pista auxiliar.

As obras da pista de Congonhas começam hoje (05/08) e passará por obras de recuperação do pavimento asfáltico.

Com investimento de R$ 11,5 milhões, a intervenção vai exigir o fechamento total da pista por 32 dias devido à complexidade da tecnologia a ser aplicada ao pavimento, conhecida como camada porosa de atrito.

A tecnologia irá proporcionar, entre outros benefícios, uma sensível melhoria da capacidade de drenagem da pista (rápido escoamento da água de chuva), com aumento da aderência do pneu da aeronave ao pavimento e redução da possibilidade de aquaplanagem (hidroplanagem).

Com o uso da pista auxiliar, a Azul e a VoePass são as únicas que conseguem operar no aeroporto pelo fato de serem as únicas a terem ATR.

Vale ressaltar que esse voo da VoePass na Ponte Aérea SP-RJ, tão incomum de ser realizada com esse tipo de aeronave turboélice, remete aos tempos do Electra da Varig, que operava nesse trecho.


Na maior parte desses 28 anos desde o Electra, a Ponte Aérea SP-RJ ficou em boa parte sendo operada por jatos, e da última vez que o Aeroporto de Congonhas foi fechado totalmente, em 2007, os voos foram todos transferidos para Guarulhos.

Desta vez a Azul segue operando com quase 16 voos ao dia, sempre com o ATR, e a VoePass com cerca de seis voos por dia no Aeroporto de Congonhas, também com o turboélice ATR 72.

 

DEIXE UMA RESPOSTA