VoePass
ATR da VoePass no Aeroporto de Congonhas. Foto: Gisele Orquídea/Aeroflap

Depois de anunciar a chegada do Boeing 737 na sua frota, a VoePass está perto de dar outro passo considerável. A companhia pode receber já em novembro duas aeronaves ATR 72-500.

Esses aviões utilizarão no Brasil as matrículas PR-PDR e PR-PDQ e operaram anteriormente na falida Jet Airways com as matrículas VT-JCL e VT-JCM, e estão estocados desde 2019. A Aergo Capital é responsável pelo leasing das aeronaves à VoePass.

Com os novos aviões, e um bom aporte de dinheiro pela venda da MAP para a GOL, a companhia terá uma frota com 15 aeronaves, incluindo algumas ex-MAP que estão estocadas neste momento.

Além disso, a companhia também planeja receber logo nos primeiros meses de 2022 os seus primeiros aviões Boeing 737, com dois modelos, um 737-700 e outro 737-800. A companhia está em negociações com a GOL para a transferência dessas aeronaves.

Foto: Reprodução

“Entendemos que o ajuste da frota, com a inclusão de um equipamento de maior capacidade, irá complementar nossa estratégia de atendimento de mercados regionais de médio porte, potencializando as operações no Aeroporto de Congonhas”, diz o CEO da aérea, Eduardo Busch, quando anunciou a incorporação do Boeing 737.

Segundo a VoePass, os voos comerciais com o Boeing 737NG estão programados para iniciar no primeiro semestre de 2022.

A última expansão da companhia aconteceu no início de 2020, quando recebeu dois aviões ATR 72 para a sua frota, que atualmente operam com as matrículas PR-PDT e PR-PDO.

 

Com informações do site Piloto Ribeirão

DEIXE UMA RESPOSTA