Volga-Dnepr aterra todos seus Antonov AN-124 de forma preventiva

A companhia aérea cargueira russa, Volga-Dnepr, decidiu retirar todos os seus Antonov AN-124 de forma preventiva, depois do acidente com a aeronave nas últimas semanas. Na ocasião o AN-124 de matrícula RA-82042 precisou realizar um pouso de emergência, após ter tido problemas a 1800 pés.

Durante o pouso, o gigante dos ares ultrapassou os limites da pista pois teve problemas para reduzir a velocidade. Além disso foi relatado que a aeronave teve problemas em um motor, ao pousar foi notado a fumaça no motor com problemas.

Konstantin Vekshin novo Diretor Comercial da Volga-Dnepr enviou uma carta a autoridade russa de aviação para falar sobre o Antonov AN-124. Nessa carta, o Diretor assume a responsabilidade de suspender e aterrar todas as aeronaves Antonov AN-124.

“Queremos ser proativos e preventivos e demonstrar que somos uma companhia aérea responsável onde a segurança está em primeiro lugar. Ainda não recebemos notificações oficiais ou diretrizes de serviço e não há conclusões preliminares, portanto, temos que suspender toda a frota de AN-124 com efeito imediato.” Disse Vekshin.

A frota atual de AN-124 da Volga é de 12 aeronaves com média de idade de 26,9 anos, sendo o RA-82042 envolvido no acidente operando pela empresa desde 1991. Sem operar o gigante do ares, a companhia terá problemas. Já que é líder no mercado de cargas grandes e exclusivas devido a capacidade de operar aeronaves maiores. 

Não nos importamos com quanta receita perderemos. Não é nem relevante agora. A segurança é mais importante do que quaisquer benefícios potenciais da alta temporada”. Completou.

O Diretor também reiterou o pedido de agilidade na investigação do acidente com o Antonov. Ressaltou ainda que as autoridades não estão totalmente empenhadas em analisar e investigar todos os fatos do acidente.


Precisamos ouvir a autoridade de aviação russa e o fabricante dos motores, que acreditamos já estar atrasado. Precisamos ver as diretrizes e os resultados da investigação ”, disse Vekshin.

“Esperançosamente, isso (a investigação) será uma questão de semanas, mas tem que ser o mais perfeito possível, então suposições sobre o tempo não são suficientes. A segurança pública e a aeronavegabilidade vão além da política. Precisamos trabalhar juntos para resolver isso; o mercado precisa disso. O AN-124 oferece um serviço muito importante.” Concluiu.

DEIXE UMA RESPOSTA