LATAM Brasil

Ampliando o seu compromisso na redução da pegada de carbono, a LATAM Brasil anunciou que metade das suas operações de solo no aeroporto internacional de Confins (CNF) será feita com equipamentos 100% elétricos.

Com um investimento conjunto inicial de R$ 30 milhões, a LATAM Brasil contará com a parceria da Real Aviation e a BH Airport para a operação de Ground Handling que incluem o rebocador, esteiras de bagagem e tratores de bagagens totalmente elétricos importados da França, China e um fornecedor nacional. 

A iniciativa fará a LATAM deixar de emitir 114 toneladas de CO2 nos próximos 12 meses no aeroporto mineiro. Esse volume corresponde ao consumo equivalente de CO2 dos equipamentos movidos a diesel usados para atender a sua operação hoje.

Inicialmente, a LATAM iniciará as operações com o serviço verde de solo em 10 voos que correspondem a 50% das operações da companhia no terminal mineiro, ampliando para 100% das operações até o final de 2023.  

A companhia informou que este novo modelo de operações será ampliado gradativamente em todo o Brasil, além de outras bases internacionais do Grupo. 

O voo inaugural (LA3043) com os novos equipamentos está marcado para acontece hoje, por volta das 15:30, na rota Confins – Congonhas.

Incluindo os pontos de instalação de energia, o Aeroporto de Confins também recebeu uma nova subestação de energia para o carregamento dos equipamentos livres de emissão de carbono. 

Além de Confins, o Aeroporto de Brasília deverá ser o próximo terminal a contar com a operação elétrica de solo da companhia, mas sem data estimada.

Com informações: LATAM Brasil