Foto - AGÊNCIA BRASIL

Após completar 10 anos do acidente da TAM com o voo 3054, que seguia de Porto Alegre para Congonhas, a seguradora da aeronave se comprometerá com o pagamento das indenizações para os familiares dos 199 mortos durante o ocorrido.

O acidente ocorreu após um Airbus A320 da TAM, em procedimento de pouso, sair da pista do Aeroporto de Congonhas e se chocar com um prédio da própria empresas, passageiros da aeronave e pessoas em solo morreram na hora, foram 187 mortos só dos passageiros e tripulantes que estavam no voo.

De acordo com o colunista Lauro Jardim do jornal “O Globo” o valor de R$ 30 milhões será dividido entre os familiares, ele cita que a fabricante (Airbus) irá pagar o montante, mas nós da aviação sabemos que em caso de acidente quem paga as indenizações é a seguradora do avião, no caso da TAM o nome da empresa não foi divulgado.

Apesar de ninguém ter sido responsabilizado pelo acidente, o Cenipa, através do relatório do acidente, aponta que uma falha do piloto no manejo das manetes de potência e a falta de infraestrutura na pista, causada por uma obra incompleta da Infraero, foram as causas principais, o órgão não responsabilizou a fabricante ou a companhia aérea, apesar de um reverso da aeronave estar inoperante durante um pouso em pista curta.

This post is available in: pt-brPortuguês