CS300 em testes...
CS300 em testes…

A Air Canadá apresentou uma carta com intenção de compra para até 75 aeronaves CSeries da Bombardier, que seria especificamente o modelo CS300, de maior capacidade até o momento. O preço final do contrato poderia chegar em 3,8 bilhões de dólares, o que ajudaria a pagar parte dos custos com o projeto, a carta apresentada pela Air Canadá demonstra o interesse por 45 aeronaves como compra fixa e 30 aeronaves de opção.

A Bombardier estima que a entrega dos CS300 para a Air Canadá comece em 2019, com término previsto para 2023 caso seja somente 45 aeronaves. Se a encomenda total for para 75 CS300 a entrega poderá postergar por mais anos. O objetivo da companhia aérea canadense é substituir os atuais Ejet de primeira geração, que operam na faixa de 100-130 assentos, no total são 31 Ejets na frota da Air Canadá.

cp-bombardier-c-series-planes
Infográfico – Global News Canada

O CS300 da Bombardier, a maior aeronave da família CSeries, está em andamento para obter o seu certificado de tipo dentro de seis meses. Cerca de 70% da etapa já está concluída, faltando poucos ajustes para ganhar o certificado de tipo da Transport Canada, o órgão que gerencia o setor de aviação no Canadá. A variante menor, CS100, recebeu o certificado do Canadá no final de 2015, e já está a caminho para ser entregue a seu cliente de lançamento, a Swiss Airlines.

O CSeries é um jato de nova geração na categoria de 100-150 assentos, ele é propulsionado pelos motores Pratt & Whitney PW1500G e em suas características promete ser até 20% mais eficiente do que a geração atual. Ele é composto de duas famílias de aeronaves, a CS100 transporta até 110 passageiros em uma configuração de fileiras 3-2 para classe econômica, enquanto o CS300 transporta até 135 na mesma configuração. A Bombardier declarou que o CSeries tem 678 encomendas no momento, entre pedidos fixos e opções de compra.

COMPARTILHAR