A Airbus inventou um novo dispositivo que talvez um dia poderá levar aviões para uma altitude elevada, superior a 65.000 pés de altitude, de acordo com uma patente encontrada no YouTube do canal PatentYogi.

Esta “aeronave de suporte” se separaria do segundo veículo uma vez que esse atingir a estratosfera, permitindo que o novo dispositivo de altitudes elevadas voasse durante meses ou mesmo anos, muitas milhas acima da superfície terrestre.

“Uma vez implantado o avião estratosfera, ele poderá ser utilizado como um “satélite” para fazer observações da Terra por um longo período de tempo, ou mesmo transmitir internet para locais de difícil acesso”, explica a patente da Airbus.

Esse tipo de avião é muito leve e tipicamente voa alimentado por energia solar, outra característica é a enorme envergadura que ajuda a manter uma baixa velocidade de voo. Mas, a subida para esta camada da atmosfera exige uma grande quantidade de potência do motor, o projeto da Airbus serve exatamente para otimizar o dimensionamento do projeto.

De acordo com a patente, esse “dispositivo auxiliar” melhora as capacidades do avião na subida para a estratosfera, e permite um projeto com menor potência de motorização. Esta é a segunda camada da atmosfera da Terra, a partir do solo, e fica situada de 7 km até 50 km de altitude.

Uma vez que o avião chegou na altitude desejada, o dispositivo auxiliar retornaria sozinho à Terra para ser reutilizado.

Para mais informações sobre a patente clique aqui.

369CBE3600000578-3709330-image-m-17_1469557668211

 

Via – DailyMail

COMPARTILHAR