Os tetos das tarifas aeroportuárias dos aeroportos públicos administrados pela Infraero foram reajustados no dia 17 de janeiro pela ANAC. Em cerca de 30 dias as novas tarifas já estarão em vigor para as passagens compradas nas companhias aéreas, as passagens que já foram vendidas não sofrerão alterações no valor.

Os tetos das tarifas de embarque e conexão de passageiros e de pouso e permanência de aeronaves foram reajustados em 7,9769%. Os tetos das tarifas de armazenagem e capatazia de cargas foram reajustados em 6,2880%.  Com o presente reajuste dos tetos tarifários, a tarifa máxima de embarque doméstico a ser paga pelos passageiros passará de R$ 27,69 para R$ 29,90.  

A tarifa máxima de embarque internacional, por sua vez, passará de R$ 109,13 para R$ 113,04, valores esses que já incluem o Adicional do FNAC de US$ 18,00, que atualmente corresponde a R$ 60,10.

O reajuste foi aprovado no dia 10 de novembro de 2016, considerando a inflação acumulada entre dezembro de 2015 e dezembro de 2016, medida pela variação do IPCA observada no período.

 

Confira a tabela abaixo com o novo valor válido para os aeroportos administrados pela Infraero:

Tipo de tarifa  Valor Anterior Novo Valor
Voos Domésticos R$ 27,69 R$ 29,90
Voos Internacionais R$ 109,13 R$ 113,04

 

Confira as tarifas nos diferentes aeroportos do Brasil (Concessionados e Infraero):

Tarifa de Embarque (R$)

Doméstico

Internacional

INFRAERO

29,90

113,04

GRU

28,63

110,77

VCP

27,67

109,06

BSB

27,79

109,28

GIG/CNF

27,82

109,36

     
COMPARTILHAR