Aeronaves News

Boeing aumentará produção mensal do 787 Dreamliner

Foto - Boeing/Divulgação

A Boeing anunciou hoje através do seu Twitter oficial que decidiu aumentar a produção mensal da família 787 Dreamliner. Os dados também foram apresentados em uma conferência, no geral a produção saltará de 12 aeronaves por mês para 14, a partir de 2019, assim a Boeing poderá produzir até 168 aviões da linha 787 por ano.

O aumento da taxa de produção é devido ao sucesso da família 787 no mercado de aeronaves, desde 2011, quando a empresa norte-americana entregou a primeira unidade, mais de 500 aviões da família 787 foram fabricados, ainda há mais 700 encomendas no momento e as companhias aéreas querem rapidamente substituir suas antigas aeronaves da linha 767 e A330 pelo novíssimo 787, que chega a ser até 25% mais eficiente em comparação com seu irmão mais velho.

O aumento será gradual e distribuído entre as linhas de montagem de Everett e North Charleston, na Carolina do Sul. O maior número de aeronaves produzidas por ano, também ajudará a Boeing no amortecimento antecipado do investimento de US$ 42 bilhões de dólares que a fabricante fez para desenvolver o 787 e construir sua linha de montagem.

Foto – Boeing/Reprodução

A Boeing também espera receber mais encomendas para a linha 787, à medida que mais companhias aéreas iniciam o processo de aposentadoria das suas aeronaves antigas. A United, por exemplo, já declarou a intenção de substituir seus aviões Boeing 767 nos próximos anos, a companhia tem 51 aeronaves desse tipo e já recebeu 19 aeronaves 787 Dreamliner, para expandir a frota de longa distância.

Dennis Muilenburg, Presidente e CEO da Boeing acredita que essa é uma boa medida para recuperar o financeiro da empresa, e descarta qualquer possibilidade de a taxa de produção anual não acompanhar as encomendas. A Boeing projeta que seja capaz de produzir até 9000 Dreamliners ao final da vida da aeronave.

A implementação das entregas do 787-10, o maior Dreamliner da família, também é uma aposta da Boeing para atrair mais encomendas. A maior aeronave da linha 787 se destaca pela sua eficiência e baixo consumo de combustível, além de ser alinhada com a comunalidade de operação de toda a família 787, um piloto de 787-8 poderá assumir a qualquer momento o comando do 787-10 com o mesmo treinamento, assim a versatilidade da tripulação técnica da companhia aumenta, principalmente para as que já utilizam o 787.

About the author

Redação Aeroflap

Redação Aeroflap

Newsletter

[newsletter_signup_form id=1]

Facebook

Em busca de hotel?


Share This