A Delta Airlines realizou um acordo com a Airbus para uma aquisição adicional de 37 aeronaves A321. Essa frota de A321ceo irá fazer o papel de substituto do MD-88, e faz parte do planejamento da Delta para utilizar uma frota mais eficiente no consumo de combustível. O acordo foi seguido de um anúncio da Delta de que estaria comprando aeronaves CS100 da Bombardier, que pertence a nova geração de jatos regionais.

“A encomenda para os A321 é um movimento que nos permite produzir retornos fortes e acelerar a aposentadoria dos 116 MD-88s que compõe a frota da Delta hoje”, disse Ed Bastian, presidente executivo da Delta.

Os A321ceo da Airbus, que estão sendo adquiridos perto do final do ciclo de produção do modelo, aumenta a frota de A321 da Delta para 82 aeronaves desse tipo e é consistente com o plano de frota doméstica previamente anunciada da empresa. A Delta está focada em remodelar a sua frota narrow-body com aeronaves que oferecem menores custos operacionais e maior eficiência de combustível. As 37 aeronaves serão entregues até 2019 e serão equipadas com motor CFM56.

Os Airbus A321ceo da Delta contará com um interior totalmente novo com elementos de cabine diferentes, incluindo o mais recente entretenimento de bordo, iluminação do ambiente em LED, tomadas 110v para os passageiros, assim como Wi-Fi em voo e suporte ao Delta Studio. Os A321 também contará com Sharklets na ponta de cada asa, que irá fornecer até 4% menor consumo de combustível.

COMPARTILHAR