Após idas e vindas na negociação, foi confirmado que o governo dos EUA terá um novo “Air Force One”, a informação foi divulgada pela própria USAF, ontem, quarta-feira (13/09), onde a norte-americana Boeing, assinou o contrato para fornecer dois Boeings 747-8i (a última versão do 747 lançada pela fabricante norte-americana).

Em termos de valores, o valor de US$ 600 milhões é bem abaixo do valor inicial do contrato que chegava à casa dos bilhões de dólares, esse inclusive era um dos motivos que poderia até cancelar a compra pelo presidente Donald Trump.

Dá mesma maneira que o atual Air Force One “VC-25A”, os 747-8i vão passar por uma modificação completa, o contrato prevê um interior executivo, além de um sistema de autodefesa de alto nível, aparelhos de comunicação embarcados de última tecnologia, instalações médicas, dentre outros recursos.

As novas aeronaves não serão fabricadas do nada, pelo contrário já estão prontas e estocadas, ambas as aeronaves seriam vendidas para uma companhia aérea russa, a Transaero, porém o contrato com a companhia russa não avançou.

A expectativa é que as duas aeronaves sejam entregues em meados de 2020, ou seja, daqui a 3 anos, até lá as aeronaves que levam Donald Trump pelos EUA e pelo mundo continuam sendo os Boeings 747-200B, que apesar de antigos, ainda lideram no requisito segurança e autodefesa para uma aeronave de tal porte.

COMPARTILHAR