12747501_789936297778536_2067748599032513895_o

A Embraer não está querendo perder tempo com o Ejet E2 e já iniciou os testes em solo com a aeronave. A nova geração do Ejet foi revelada no dia 25 de fevereiro desse ano, através de uma apresentação na sede da Embraer em São José dos Campos – SP.

A Embraer prevê que até julho ou agosto desse ano o primeiro Ejet E2 faça seu voo inaugural, que também será em São José dos Campos – SP. Os testes em solo e voo fazem parte do processo de certificação da aeronave, que está estimado para ser concluído no início de 2018.

O Ejet E2 é composto por 3 variantes semelhantes as atuais em nomeclatura, são a E175-E2, E190-E2 e E195-E2. O primeiro voo do Ejet E2 na variante E190-E2 está previsto para o segundo semestre de 2016 se tudo ocorrer conforme o projeto, com as entregas iniciando em 2018 para a versão E190-E2, seguido pela versão E195-E2 em 2019 e o E175-E2 no ano de 2020. Em todas as 3 variantes, o Ejet E2 conta com 267 pedidos fixos e 373 opções de compra, até o momento a Embraer já entregou mais de 1200 Ejets de primeira geração e segue para completar 1800 aeronaves em operação da atual geração.

O Ejet E2 oferece diversas evoluções quando comparado à geração atual. Os motores serão os novos Pratt & Whitney PW1900G para os modelos E-190E2 e E-195E2, ficando o PW1700G para o E175-E2. Os comandos de voo serão Fly-By-Wire, com cockpit renovado composto por 4 telas de alta resolução e os tradicionais manches da Embraer, melhorias em aerodinâmica e nova asa foram incorporadas ao modelo E2. A Embraer estima um consumo até 20% menor que a geração atual.

 

Fonte – Aviation Week

 

COMPARTILHAR