Foto – Airbus/Reprodução

O IBAS 2017 – International Brasil Air Show, ganhou mais uma atração de peso. O IBA – Instituto Brasileiro de Aviação – aproveitará a feira para divulgar o Anuário Brasileiro de Aviação Civil 2017. Com dados de 2016, o levantamento envolve números minuciosos de todos os segmentos da aviação civil (aviação geral, comercial e experimental).

Os resultados são divididos até mesmo por regiões ou tipo de aeronave. “O objetivo da publicação é mostrar à toda a sociedade uma radiografia detalhada do setor. Mostrar não só as oportunidades como eventuais fragilidades. Evidenciando o potencial de crescimento e a adição de valor ao PIB que este setor incorpora a cada ano.

A divulgação deste trabalho no IBAS oferecerá, gratuitamente, uma importante ferramenta de inteligência e de apoio à decisão estratégica para empresas e agentes públicos. Viabilizando assim foco e estruturação dos negócios e políticas públicas, com visão abrangente do mercado de aviação civil”, aponta Francisco Lyra, presidente do IBA.

De acordo com dados do IBA, no Ano de 2016, a Aviação Comercial transportou 100.776.794 passageiros no Brasil. Compõe esse número: passageiros transportados por empresas brasileiras (pagos e grátis) e passageiros transportados do ou para o Brasil por companhias estrangeiras (pagos e grátis).

A frota nacional de aeronaves civis registradas na ANAC – Agência Nacional de Aviação Civil – cresceu 18% no período de 2011 a 2016. Atualmente, estão registradas 21895 aeronaves civis, sendo 15342 categorizadas como geral, 5867 experimental e 686 comercial. Ao longo destes seis anos, a aviação experimental obteve o maior crescimento, com alta de 27%. Já a frota de aviação geral, após crescimento de 7% em 2012, demonstrou sentir os efeitos da crise econômica mundial.

O IBAS, que ocorrerá entre os dias 29 de março e 02 de abril no Aeroporto Internacional Tom Jobim – RIOgaleão com investimento superior a R$ 3 milhões, vai reunir importantes personalidades do setor para discutir as perspectivas para os próximos anos.

This post is available in: pt-brPortuguês