Lufthansa assina contrato para adquirir parte da Air Berlin

Foto - Air Berlin

Hoje o Grupo Lufthansa assinou um acordo com a Air Berlin para adquirir partes das operações da companhia aérea, que encerrará suas operações no final de outubro deste ano.

A Lufthansa irá assumir a parte da Air Berlin dedicada para destinos turísticos, a antiga companhia aérea Niki, além de ficar com a subsidiária regional LGK e mais 20 aeronaves. Para isso a Lufthansa pagará o calor de € 210 milhões, um valor pequeno pelo tamanho da divisão que a companhia alemã está tomando para si.

Esse valor pode ser ainda menor, pois em agosto deste ano a Lufthansa emprestou 150 milhões de euros para a Air Berlin continuar suas operações. Até o momento a companhia em falência não conseguiu pagar esse valor para a Lufthansa, que pode ser descontado na compra das aeronaves.

O acordo com a Lufthansa “garante” a preservação de “todos os empregos” disse a Air Berlin. E ainda acrescenta que o acordo “também abre perspectivas para vários milhares de novos funcionários”. A divisão adquirida pela Lufthansa tem 1450 funcionários no total.

A Lufthansa já é conhecida por dar outra ajuda para a Air Berlin, em janeiro deste ano a companhia passou a operar com 38 aeronaves da Air Berlin, todas do modelo Airbus A319/A320, através de um esquema de wet-leasing, onde a companhia aluga os aviões com tripulantes e mecânicos. O valor do aluguel foi capaz de dar uma sobrevida para a Air Berlin, mas não salvou a companhia da falência.

A principal companhia da Alemanha já salvou várias outras da falência, como a Swiss e Austrian. A Lufthansa ainda deu uma pista que essas aeronaves vão operar na Eurowings, uma companhia de baixo custo do Grupo Lufthansa, “a aquisição representa um grande passo para a Eurowings”, disse o executivo-chefe do Grupo Lufthansa, Carsten Spohr.

Para absorver parte dos voos da Air Berlin, a Lufthansa operará rotas de Frankfurt para Berlim com o Boeing 747-400, ao invés de fazer esses voos com aviões da família A320 que oferecem uma quantidade menor de assentos.

Em nota a Air Berlin ainda relatou que está negociando com a EasyJet, esta planeja iniciar suas operações na Alemanha através da compra de parte dos aviões da Air Berlin.

 

COMPARTILHAR