A GE Celma, unidade de manutenção de motores da General Electric no Brasil, está planejando crescer 15% até 2020, em plena crise econômica. Atualmente a unidade consegue receber e entregar 480 motores por ano, porém essa expansão pode resultar em até 550 motores entregues anualmente.

Isso parte de um aumento de demanda dos clientes internacionais, como a Southwest Airlines, American Airlines e a cargueira FedEx. A unidade de manutenção da GE Celma no Aeroporto do Galeão é capaz de realizar a manutenção de motores CFM 56 e CF6, enquanto a unidade de Petrópolis também é capaz de realizar manutenção no CF34.



“Eu trago um motor a jato ou uma peça de qualquer lugar do mundo em cinco dias”, disse Julio Talon em entrevista no International Brazil Air Show, diretamente do Rio de Janeiro. “Em 65 dias o motor está de volta para o meu cliente. Isso é 15 a 20 dias mais rápido do que qualquer concorrente nosso.”

A GE Celma incorporou mais de 100 mecânicos nos últimos anos para aumentar a sua capacidade de manutenção de motores, esse crescimento foi realizado mesmo quando o governo determinou a finalização do incentivo fiscal presente nas folhas de pagamento, aumentando assim os custos em 6%.

Em março de 2017 a GE Celma divulgou que estava para criar 200 novos postos de trabalho em Petrópolis até o fim de 2019, isso faz parte da proposta da empresa de chegar em 2020 com 2,3 mil funcionários. A GE Celma é tão sólida que está em primeiro lugar na contribuição de ISS da cidade.

A GE Celma já revisou mais de nove mil motores em 65 anos e atualmente emprega 2100 pessoas.