Um piloto da TAP Air Portugal foi impedido de assumir a pilotagem de um voo, que ia de Stuttgart para Lisboa, depois que um funcionário do aeroporto denunciou sua embriaguez.

Esse caso aconteceu na noite da última sexta-feira (23/03), e o piloto, logo após ser identificado, foi encaminhado para a polícia do aeroporto. Ele foi detido, e pagou uma fiança de 10 mil euros, sua licença de piloto na União Europeia foi caçada e ele está impedido de trabalhar.

A companhia cancelou o voo TP523 e acomodou mais de 100 passageiros em um hotel, o voo foi realizado no dia seguinte, assim que a companhia conseguiu completar o seu quadro de tripulantes.

“O voo TP523 de Estugarda para Lisboa, operado pela Portugália, foi ontem (sexta-feira) cancelado, devido a incapacidade do copiloto. A Companhia abrirá um processo de inquérito interno e atuará em conformidade, tomando as medidas necessárias e consequentes, e pede desde já desculpas aos passageiros pelo transtorno provocado”, disse a companhia em comunicado.

 

This post is available in: pt-brPortuguês