Foto - GRUAirport/Juvenal Pereira

Um problema no duto de combustível da Transpetro, que abastece o Aeroporto Internacional de Guarulhos (GRU Airport), levou a suspensão do abastecimento do estoque de querosene (QNAV) do aeródromo.

Para manter o estoque do local de maneira controlada, a administração do aeroporto solicitou para as companhias aéreas que realizassem entre sábado e domingo (24 e 25/02) voos já prevendo um “não abastecimento” em Guarulhos, ou caso isso não seja possível, devido à autonomia da aeronave, que a aeronave voasse para Guarulhos com o máximo de combustível possível, para abastecer o mínimo no local.



Esse procedimento para os voos domésticos e de curta distância tem um motivo, a administração do local precisava garantir o abastecimento dos voos internacionais com o estoque disponível no aeroporto. Geralmente os aviões de grande porte, responsáveis por fazer voos de longa distância, demandam uma grande quantidade de combustível.

A administração ainda ressaltou em nota para as companhias aéreas, que tinha estoque de combustível somente até esta segunda-feira (26/02) considerando um consumo normal. A concessionária espera que a Petrobrás normalize o atendimento quanto antes para o Aeroporto de Guarulhos.