Já pensou em um público 10 vezes maior do que a capacidade máxima do Maracanã acompanhando um evento esportivo? Esse é o tamanho da loucura dos portugueses pelo Red Bull Air Race, também conhecido como Mundial de Corrida Aérea.

Após oito anos da edição que reuniu mais de 1 milhão de espectadores, o evento retorna a Portugal. Neste final de semana, a cidade do Porto recebe a sexta etapa da competição e os 14 melhores pilotos do mundo, que farão manobras a velocidades de até 370 km/h com a paisagem do Rio Douro de fundo. Os brasileiros poderão assistir a toda a ação pela internet, com transmissão ao vivo no domingo (3) a partir das 11h (horário de Brasília).



A competição chegou a Portugal pela primeira vez em 2007 – há exatos dez anos – e voltou a acontecer em 2008 e 2009. Em todas as ocasiões, o público foi quebrando recordes. Na última vez em que os aviões fizeram manobras no ar do local, mais de 200 mil pessoas acompanharam a fase qualificatória, enquanto 800 mil buscavam um espaço próximo do Rio Douro para ver a decisão. Tais números entraram para a história do País.

Para os supersticiosos, essa etapa do Red Bull Air Race pode ser ainda mais especial: se a história se repetir, há boas chances do piloto que vencer por lá se tornar o campeão mundial no final do ano. Os três atletas que triunfaram em Porto anos atrás – o austríaco Hannes Arch e os britânicos Paul Bonhomme e Steve Jones – acabaram se tornando verdadeiras lendas do esporte. Arch, vencedor da etapa em 2008, levou o título no mesmo ano; Bonhomme se tornou campeão mundial em 2009 semanas após vencer em Porto; e Jones, embora não tenha levantado o troféu em 2007, se tornou uma verdadeira referência no Mundial e, hoje, é diretor de prova do Red Bull Air Race.

Entre os concorrentes ao pódio em Porto, quatro pilotos estão numa disputa acirrada no topo do ranking geral, separados por apenas dois pontos entre eles. O americano Kirby Chambliss, vice-campeão em Portugal em 2008, é quem lidera a classificação até o momento, seguido pelo japonês Yoshihide Muroya, pelo tcheco Martin Sonka e o canadense Pete McLeod, respectivamente. Desse grupo, apenas Sonka nunca competiu em Portugal.

O Red Bull Air Race Porto acontece nos dias 2 e 3 de setembro, com as disputas da Challenger Class, categoria de acesso, e da Master Class, a categoria principal do evento. A competição terá transmissão ao vivo no Brasil a partir das 11h (horário de Brasília) do domingo (3) em www.redbull.tv.

Fotos – Red Bull Air Race/Divulgação

 

Veja o mapa do circuito abaixo: