Militar News

Saab Gripen está fora da disputa para novo caça da Bélgica

Foto - Saab/Divulgação

A Bélgica precisa adquirir novos caças para substituir os 54 aviões Lockheed Martin F-16, que estão a bastante tempo operando na Força Aérea Belga. Em março o governo belga abriu oficialmente uma iniciativa de adquirir 34 novos caças de defesa aérea para o país, dentre os concorrentes o que tinhas as maiores chances era o Sueco SAAB Gripen, porém o caça sueco está fora da disputa.

O motivo da saída do SAAB Gripen da disputa está ligada a questões políticas. A Bélgica esta querendo um amplo apoio operacional, o que iria precisar de uma política externa e de um mandado político, que segundo a Administração Sueca de Materiais de Defesa (FMV), não seria possível nesse momento.

A norte-americana Boeing também saiu da disputa em Abril desse ano, o caça da Boeing seria o F/A-18 Super Hornet, a justificativa americana foi que não enxergava uma “oportunidade de competir em um jogo verdadeiramente equilibrado com o Super Hornet”.

Com a saída do SAAB Gripen ainda restam três concorrentes sendo dois europeus e um dos EUA. O último é o Lockheed Martin F-35 Lightning II, com a saída do Gripen, o caça de 5º geração americano é o favorito. Os outros caças na disputa são de 4º geração +, sendo eles o Eurofighter Typhoon e o francês Dassault Rafale. Ao todo a Bélgica iria comprar 34 unidades para conseguir substituir a frota de F-16 e manter um bom sistema de defesa aérea. 

About the author

Redação Aeroflap

Redação Aeroflap

Newsletter

[newsletter_signup_form id=1]

Facebook

Em busca de hotel?


Share This