A Sideral Linhas Aéreas concluiu ontem o seu voo de homologação pela ANAC (Agência Nacional de Aviação Civil) para autorizar ou não o transporte de passageiros.

A Sideral já é conhecida no meio da aviação pelo transporte de cargas, através da suas aeronaves da linha 737 e 727, essas últimas derivadas da RIO Cargo. Porém a empresa comprou algumas aeronaves com capacidade de transportar passageiros nos últimos meses.

O avião responsável por esse voo foi um Boeing 737-300 de matrícula PR-SDW, fabricado em 1993 e que já foi usado pela China Xinjiang Airlines e a China Southern Airlines.

Entramos em contato com a assessoria de imprensa da Sideral, que deu maiores esclarecimentos sobre o voo de homologação.

De acordo com a companhia o voo ocorreu tranquilamente, e foi realizado entre Curitiba e Campo Grande, mas acabou pousando em Goiânia, para cumprir um requisito de homologação da ANAC, que é a capacidade de alternar um voo.

A companhia também disse que a ANAC levará até 15 dias para deferir ou não a homologação para operar voos com passageiros. Portanto a companhia ainda não está oficialmente homologada.

Após esse período a Sideral vai decidir se suas operações vão se concentrar no mercado de voos fretados ou abrirá solicitação para fazer voos regulares.

Pelo menos a infraestrutura para operar voos regulares a companhia já demonstra ter nos aeroportos, em Curitiba havia um check personalizado pela companhia.

Além do PR-SDW, que estava em Brasília há alguns dias para homologação física pela ANAC, a Sideral também tem outros aviões que podem receber configuração para passageiros, como os Quick Change, que permitem uma conversão do modal em apenas 45 minutos, flexibilizando a demanda na companhia, esses aviões são o PR-SDG e o PR-SDO.

COMPARTILHAR