A Singapore Airlines aposentou recentemente o 9V-SKA, um avião conhecido também por ser o primeiro Airbus A380 que operou voos comerciais no mundo. O primeiro voo dessa aeronave transportando passageiros foi no dia 25 de outubro de 2007, na ocasião a companhia foi responsável pelo lançamento da aeronave no mercado de aviação.

Anteriormente a Singapore disse que não iria assinar um novo contrato de leasing do seu primeiro Airbus A380, de matrícula 9V-SKA, após a expiração do contrato em outubro de 2017, o contrato atual tem duração de 10 anos e a SIA poderia assinar outro acordo após o vencimento do atual, prolongando por mais alguns anos o uso da aeronave em regime de leasing.

Mesmo com o contrato expirando só em outubro, a Singapore já adiantou algumas partes e estocou o avião desde o dia 10 de julho no Aeroporto de Changi. A companhia asiática não indicou o que fará com o primeiro A380, mas a empresa que é dona da aeronave, a Dr. Peters, disse que se não houver clientes interessados no avião ele será depenado para a venda de peças.

Curiosamente outra companhia aérea da Ásia-Pacífico, a Malaysia Airlines, não conseguiu encontrar compradores para as seis unidades que estavam na frota, uma subsidiária foi criada para operar exclusivamente voos por encomenda com o Airbus A380.

A Singapore Airlines opera uma frota com 19 aeronaves A380, sendo cinco delas (9V-SKA/ SKB / -SKC / -SKD / -SKE) com o mesmo tipo de contrato de leasing, além dessas aeronaves, a Singapore planejou receber mais cinco novas aeronaves em 2017.

Por enquanto a ideia geral da companhia é aproveitar os atuais A380 da sua frota para refazer uma configuração de interior que seja mais vantajosa financeiramente, com menor custo por passageiro transportado. Os aviões A380 que saem da linha de montagem atualmente já são configurados dessa forma, além de apresentar outras melhorias para diminuir o consumo de combustível, em comparação com o primeiro A380 desenvolvido.

Com a encomenda realizada neste ano para 39 aeronaves da linha Boeing 777X, sabemos que o futuro da Singapore Airlines será na base do maior bimotor do mundo, ignorando o A380 na medida que o contrato de leasing de cada um chegue na data de vencimento.

 

Via – FlightGlobal

This post is available in: pt-brPortuguês