Aeroporto Turismo Segurança Covid-19
Foto: Inframérica

O Conselho Internacional de Aeroportos (Airports Council International | ACI World) lançou ontem (30) um informe complementar sobre varejo aeroportuário para ajudar os aeroportos a ajustarem suas estratégias de negócios não aeronáuticos (comerciais) , de forma que possam refletir a evolução do setor e apoiar a recuperação sustentada de longo prazo.

O informativo Regulatory Threats and Opportunities in Airport Retail é o mais recente adendo à série de orientações sobre receitas e atividades não aeronáuticas (ANARA, na sigla em inglês) de ACI, lançada no início deste ano.

O documento descreve algumas das principais ameaças e oportunidades legislativas e regulatórias para o varejo aeroportuário e duty free para ajudar os operadores de aeroportos, operadores de varejo de viagem e formuladores de políticas a trabalharem juntos no sentido de estimular aumento nas vendas, investimentos e criação sustentável de empregos.

O diretor-geral de ACI World, Luis Felipe de Oliveira, disse que “à medida em que as restrições de viagem impostas pela Covid-19 diminuem e a demanda de passageiros retorna, governos e formuladores de políticas em todo o mundo têm a oportunidade de alavancar os aeroportos para estimular o crescimento e o investimento, criando um ambiente propício para varejo e duty free.”

“Encorajamos as partes interessadas relevantes da aviação, incluindo os governos, a aproveitar a nova orientação e toda a série para anteciparem-se à medida em que fortalecem o lado comercial do negócio. A orientação também pode ajudar aeroportos e varejistas a melhorar a experiência e a qualidade de serviço”, completou De Oliveira.

O Duty Free World Council (DFWC) recomenda fortemente o informativo. Ao ressaltar o impacto da pandemia no setor de duty free e na indústria de varejo de viagem, sua presidente, Sarah Branquinho, comentou que “a pandemia demonstrou o papel crítico das receitas deste setor para as indústrias da  aviação e de viagens.”

“A cooperação entre aeroportos e concessionárias para superar as dificuldades deixa todas as partes em uma posição mais forte para enfrentar os desafios futuros e aproveitar as oportunidades que todos nós temos agora com o retorno dos passageiros aos aeroportos e à experiência de varejo aeroportuário”.

Ela também saudou a criação do subcomitê da ANARA e o aprofundamento dos vínculos entre a ACI e o DFWC como evidência da interdependência de ambas as indústrias.

A publicação foi desenvolvida pelo Subcomitê ANARA de ACI World, vinculado ao Comitê Permanente de Economia Mundial de ACI, formado por especialistas dos aeroportos membros e parceiros de negócios mundiais (World Business Partners | WBP) de todo o mundo.

O objetivo do comitê é investigar, analisar e formular estratégias, recomendações de políticas, posições da indústria e material de orientação sobre a melhor forma de melhorar, facilitar e diversificar a gama de fontes de receita não aeronáuticas para o benefício do ecossistema do transporte aéreo.

O restante da série ANARA incluirá o lançamento de futuras orientações nas áreas de transformação digital, alimentos e bebidas e sustentabilidade.

 

Com informações do ACI World.