Imagem via Web

Os investigadores britânicos estão fazendo uma investigação de uma quase colisão entre duas aeronaves Cessna Caravan 208 no aeródromo de Sibson, perto de Peterborough.

O Controle do aeródromo de Sibson percebeu que as aeronaves estavam bem perto uma da outra, só que os pilotos das aeronaves não perceberam a proximidade de ambas aeronaves durante o pouso. Sendo assim o controlador ordenou que a aeronave que estava mais acima da outra fizesse uma arremetida e prosseguisse para uma novo circuito. A distância entre as aeronaves era de 5 segundos.

“Como resultado, o modelo mental do piloto superior foi que não havia outras aeronaves na final e, portanto, elas foram efetivamente [as primeiras da fila a pousar]”, acrescenta. Quando a aeronave mais baixa chamou novamente que estava em aproximação final, o piloto superior interpretou a chamada como significando que esta aeronave estava atrás deles.

Um dos Caravan 208 estava realizando voo para salto de paraquedistas, e após os salto dos mesmo estava voltando para uma aproximação na pista 06. A outra aeronave, operada pela mesma empresa, estava realizando treinamento de pilotos e realizando um

“Todos destacaram os perigos de conduzir junções altamente dinâmicas a aeródromos movimentados”, diz o Conselho da Airprox.

Uma das medidas que podem ser tomadas e que foram levantadas pelas aviadores do aeródromo é que durante a prática de salto com paraquedas, pare o tráfego de aeronaves para que assim seja mais seguro para todos.

 

Fonte – Flight Global