Já está em funcionamento o Precision Approach Path Indicator (PAPI) na cabeceira 31 do Aeroporto de Belo Horizonte/Pampulha.

A instalação foi realizada em conjunto com a Infraero, militares do Instituto de Cartografia da Aeronáutica (ICA) e do Parque de Material de Eletrônica da Aeronáutica do Rio de Janeiro (PAME/RJ). As primeiras ações foram as vistorias e marcações dos pontos de referência do aeroporto, seguidas pelos serviços de topografia.

O PAPI é um sistema de auxilio luminoso à navegação aérea, constituído por canhões de luz com focos calibrados, que tem por objetivo informar os pilotos sobre a altitude em que se encontra o avião durante o procedimento de aproximação.

Foto – Infraero

O funcionamento se dá a partir de sistemas óticos de luzes, visíveis a 5 milhas (8 quilômetros) durante o dia e até 20 milhas (32 quilômetros) à noite, que alternam entre as cores branca e vermelha para realizar a comunicação.

“As luzes auxiliam o piloto durante a aproximação para o pouso, considerando uma descida ideal. É possível, então, que ele identifique se está acima ou abaixo desta trajetória ideal a partir da interpretação da sequência de cores das luzes”, explica o coordenador de Segurança Operacional da Pampulha, Gerson Evangelista da Silva.