Como forma de desenvolver o turismo e a aviação regional, o Ministério do Turismo está investindo R$ 1,39 milhão na ampliação e reforma do Aeroporto de Barcelos, no Amazonas.

A obra foi reiniciada nesta segunda-feira (23/08) e resultará na duplicação do tamanho do terminal de passageiros, além da revitalização das instalações elétricas e hidráulicas. O local também vai contar com estruturas adaptadas a pessoas com deficiência (PcD), terá sinalização de segurança e reforço no sistema de combate a incêndio.

Para o ministro do Turismo, Gilson Machado Neto, a obra irá impactar no número de turistas interessados em visitar o município amazonense, que é um dos polos do turismo de pesca no Brasil.

“A região já tem vocação para a pesca esportiva, e com a ampliação deste equipamento poderemos receber mais turistas em busca deste segmento. Isso resultará em mais hotéis, maior movimentação econômica e, claro, emprego e renda para a população amazonense”, destaca.

Segundo a Empresa Estadual de Turismo do Amazonas (Amazonastur), o projeto traz a ampliação dos saguões de embarque e desembarque e do hall de passageiros, a revitalização de toda a instalação elétrica, sanitária e hidráulica e a implantação de lojas de conveniência, salas de comando de voo e salas para as operadoras de voo, bem como novos banheiros.

Também haverá a ampliação do sistema de drenagem, e a área de check-in vai ser modernizada. O espaço total do terminal sairá de cerca de 200m² para quase 400m², com mais segurança e conforto aos passageiros.

O presidente da Amazonastur, Sérgio Litaiff Filho, conta que o órgão está empenhado no acompanhamento e na finalização da reforma, que será importante para a retomada do setor no estado.

“Nossa atuação visa garantir os recursos destinados à obra e a conclusão desse equipamento tão importante para a cidade que é o Aeroporto de Barcelos, especialmente pela proximidade do início da temporada de pesca, em setembro”, pontua.

 

PESCA ESPORTIVA

Dados da Amazonastur, levantados entre 2018 e 2019, apontam que a cidade de Barcelos é responsável por 90% da operação do segmento no estado. A temporada, que se inicia em setembro e termina em março do ano seguinte, gerou um faturamento de mais de R$ 67 milhões.

Segundo a Prefeitura Municipal, na cidade há 50 empresas que realizam o receptivo de pesca. A temporada 2018/2019 atraiu mais de 8 mil turistas, sendo 80% brasileiros e 20% estrangeiros, predominantemente norte-americanos.

 

Via: Ministério do Turismo

DEIXE UMA RESPOSTA