• Instagram
  • Feed
  • Telegram
  • Youtube

Aeroporto de Londrina deve receber um fluxo de mais de 13 mil passageiros durante o Carnaval

Aeroporto de Londrina CCR Aeroportos Passageiros Carnaval
Foto: CCR Aeroportos

O Aeroporto de Londrina, administrado pela CCR Aeroportos, deverá conectar milhares de pessoas neste Carnaval.  A concessionária prevê uma intensa movimentação de passageiros entre os dias 16 e 22 de fevereiro, quando cerca de 13 mil pessoas devem circular pelo aeroporto. A estimativa é de que o aeroporto opere 138 voos entre pousos e decolagens. Os dias de maior movimento devem ser a quinta e a sexta-feira que antecedem o feriado, nesses dias a expectativa é de que aproximadamente 4.500 passageiros devem chegar à cidade pelo aeroporto. 

A segunda cidade mais populosa do Paraná é considerada uma importante região para o desenvolvimento econômico regional e nacional, representando um importante papel para toda a região do estado. “Após dois anos sem festividade devido à pandemia, Londrina volta a ter o Carnaval de rua em 2023 e quem gosta de uma festa bem tradicional ou mesmo para visitar os familiares da região vai aproveitar o feriado de Carnaval”, comenta Antonio Montano, Gerente do Aeroporto de Londrina.

A CCR Aeroportos recomenda aos passageiros a chegada com a devida antecedência ao aeroporto e atenção redobrada aos horários de embarque. “Estamos comprometidos com a efetividade de nossos produtos e serviços e trabalhamos para que a experiência de nossos clientes dentro do aeroporto seja a mais prazerosa possível. E para isso, é importante que os visitantes possam fazer suas viagens com segurança, conforto e uma boa experiência desde o acesso ao nosso aeroporto”, finaliza Montano. 

De acordo com a decisão da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), o uso da máscara de proteção é obrigatório em espaços aeroportuários como área de inspeção de segurança, sala de embarque, pátio, pista e também dentro das aeronaves.  As máscaras devem ser utilizadas ajustadas ao rosto, cobrindo o nariz, queixo e boca, minimizando espaços que permitam a entrada ou saída do ar e de gotículas respiratórias. 

 

Via: CCR Aeroportos

 

Quer receber nossas notícias em primeira mão? Clique Aqui e faça parte do nosso Grupo no Whatsapp ou Telegram.

 


Redator

Apaixonado por aviões e fotografia, sempre estou em busca de curiosidades no universo da aviação.


Contato: [email protected]