Clique Aqui e receba as principais Notícias da Aviação em tempo real diretamente no seu Whatsapp ou Telegram.

Um Airbus A320neo da GoAir, de matrícula VT-WGL, registrou um problema no motor logo após decolar de Guwahati nesta última segunda-feira (23/12), resultando em uma falha onde os tripulantes precisaram desligar um motor da aeronave.

O A320neo estava cumprindo o voo G8-546 de Guwahati para Kolkata (Índia) com 137 passageiros e 7 tripulantes, a aeronave decolou normalmente da pista 02 do Aeroporto de Guwahati, e enfrentou problemas com os motores enquanto estava a 6000 pés, cerca de 20 minutos após a decolagem.

Os pilotos optaram por voltar para Guwahati, pousando alguns minutos depois em emergência.

Moradores do local entregaram detritos metálicos, provavelmente derivados do motor Pratt & Whitney PW1100g, para os órgãos investigadores.

Uma inspeção pós-voo do motor revelou que as pás da turbina de baixa pressão do último estágio haviam fraturado, causando danos extensos ao motor.

 Os motores PW1100G estão sendo alvos de uma solicitação de órgãos reguladores para reparos imediatos em componentes internos, que estão demonstrando um desgaste mais acentuado que o esperado, causando diversos problemas em voo. Somente na Índia em 2019 mais de 25 motores PW1100G apresentaram problemas em voo.

Os problemas com os motores PW1100G levaram até mesmo o órgão regulador de aviação na Índia a tomar uma atitude: Exigir a inspeção e substituição de 196 motores de 98 aeronaves Airbus A320neo.