Airbus A300 Beluga
Foto: Matthijs van Wageningen

O primeiro Airbus Beluga com base no A300, foi aposentado oficialmente hoje(28) pela fabricante europeia. A aeronave de transporte especial partiu em seu último voo de Broughton para Hamburgo onde irá passar por uma desmontagem de peças nos hangares da própria Airbus. 

O Airbus A300-600ST de matrícula F-GSTA foi o primeiro do tipo a ser utilizado para o transporte de peças entre fábricas da Airbus. A aeronave foi projetada justamente para facilitar o transporte de partes de aviões principalmente da família A320, o Beluga facilitou e otimizou o tempo de fabricação.

Pouco mais de 25 anos de serviços prestados, o Beluga está sendo aposentado e inclusive já possui um substituto. Este foi o segundo Airbus Beluga aposentado, apesar do F-GSTA ter sido o primeiro em operação, o seu irmão F-GSTB foi o primeiro do tipo a ser aposentado em outubro de 2020.

Depois de passar pelo processo nos hangares, provavelmente a aeronave seja levada para um armazenamento em Bordéus. Como a aeronave estará sem alguns componentes, pode não estar em condições de voo, podendo ser transportado de balsa. 

O substituto 

O Beluga XL foi lançado em novembro de 2014 para atender aos requisitos de capacidade de transporte para a Airbus, focando os anos após 2019. Para isso a Airbus usou uma plataforma já existente, o cargueiro A330-200F, o anterior era derivado do A300-600, um avião que já saiu de linha há anos.

O Beluga XL tem seis metros de comprimento a mais, um metro a mais de largura e um elevador de carga com capacidade para seis toneladas , isso comparando com a geração atual.