Airbus divulga vídeo do novo BelugaXL carregando componentes de outras aeronaves

A Airbus divulgou hoje (28) um vídeo mostrando o novo BelugaXL nas operações da empresa, transportando componentes de outras aeronaves em seu interior.

O BelugaXL foi entregue para a operação em dezembro e entrou em serviço no início deste mês.

De acordo com Philippe Sabo, chefe de transporte aéreo de grandes dimensões da ATI, a entrada de serviços do BelugaXL representa uma mudança radical na maneira como os componentes das aeronaves são transportados pela Europa.

“Com 30% mais capacidade do que o Beluga ST existente, isso realmente nos ajudará a suportar melhor o aumento da produção dos A350XWB e da família A320”, explicou Sabo. “E seu sistema de carregamento de carga em alta velocidade significa que podemos reduzir significativamente os prazos de entrega – algo essencial para alcançar nossas metas”.

“Estamos realmente impressionados com a aeronave”, acrescentou Sabo. “O modo como se comporta é fantástico e eu particularmente gosto da pintura – parece que a aeronave está olhando para mim quando estou perto dela!”

Este é o primeiro dos seis BelugaXL que começarão a trabalhar ao lado dos atuais BelugaST, com as demais unidades programadas para entrar em operação entre 2020 e 2023.

 

O Airbus Beluga XL

O Beluga XL foi lançado em novembro de 2014 para atender aos requisitos de capacidade de transporte para a Airbus, focando os anos após 2019. Para isso a Airbus usou uma plataforma já existente, o cargueiro A330-200F, o anterior era derivado do A300-600, um avião que já saiu de linha há anos.

O Beluga XL tem seis metros de comprimento a mais, um metro a mais de largura e um elevador de carga com capacidade para seis toneladas , isso comparando com a geração atual.

Quando completa, a frota de cinco aviões do modelo Beluga XL irá assumir o transporte de seções completas de aeronaves da Airbus entre os locais de produção da empresa em toda a Europa, e as linhas finais de montagem na França, Alemanha e Espanha.

Até 2023 as seis aeronaves estarão totalmente operacionais, substituindo a frota existente da Airbus de aviões Beluga ST, na versão especial A300-600ST.

Anteriormente a Airbus planejava ter cinco aviões Beluga XL, mas anunciou depois que agora planeja fabricar 6 aviões deste modelo.

 

DEIXE UMA RESPOSTA