Clique Aqui e receba as principais Notícias da Aviação em tempo real diretamente no seu Whatsapp ou Telegram.

Foto: Airbus

A Airbus assinou um memorando de entendimento com a Agência Espacial Mexicana (AEM) e a empresa mexicana Dereum Labs para colaborar nas tecnologias necessárias para a extração de recursos lunares. Isso levará à criação de um novo programa mexicano de utilização de recursos in situ (ISRU) para extração lunar e ajudará a desenvolver o ecossistema industrial necessário para essa tecnologia no país.

Um conceito de demonstração terrestre está planejado como parte deste novo programa. Nele, será desenvolvido um processo de ponta a ponta, desde a identificação e captura de regolitos até a extração de recursos. Universidades mexicanas especializadas também serão convidadas a contribuir com o projeto. Esta demonstração estratégica desenvolverá a utilização de recursos in situ (ISRU) e capacidades mexicanas, abrindo caminho para futuros desenvolvimentos de exploração espacial no México e cooperação internacional com o setor privado.

As tecnologias inovadoras do México contribuirão para uma presença sustentável da humanidade na Lua. Sob a liderança da AEM, as tecnologias da Dereum Labs serão a chave para os sistemas ISRU para o uso de recursos lunares locais, como regolito, para extrair oxigênio e metal, ou para minerar água. Estes serão cruciais para sustentar a vida na Lua e fornecer os recursos necessários para uma exploração posterior. Se essas tecnologias forem demonstradas, não será necessário enviar recursos como oxigênio, água e combustível da Terra. A jornada em direção a uma economia cis-lunar sustentável começou com a tecnologia mexicana a bordo!

“Este acordo representa o primeiro passo para uma ótima colaboração com o México em atividades espaciais”, disse Víctor de la Vela, chefe da Airbus para a América Latina e Caribe. “Ser capaz de extrair e processar recursos lunares é essencial para sustentar a vida de longo prazo na Lua. Esta colaboração reúne os parceiros certos com as tecnologias e recursos mais recentes para um horizonte mais claro na exploração lunar”.

A Dereum Labs está desenvolvendo rovers modulares inovadores de baixo custo para demonstrar a mobilidade e comunicabilidade de veículos robóticos na Lua para coleta de dados e mapeamento de recursos lunares.

A Airbus por sua vez, está se concentrando nos principais blocos de construção de um ecossistema lunar: desenvolvendo a tecnologia para trazer veículos e cargas para a superfície da Lua e, em seguida, explorar e extrair recursos. Também está desenvolvendo o sistema ROXY para extrair oxigênio e metais do regolito lunar, pois são elementos essenciais para uma presença lunar sustentável.

A Airbus Defense and Space e a Dereum Labs compartilham a mesma visão de que as principais empresas terrestres em setores-chave como energia, infraestrutura e mineração também devem fazer parte dos programas de exploração lunar.

Via: Airbus

DEIXE UMA RESPOSTA