Airbus Helicopters H175. Foto via Helibras.

A Airbus Helicopters poderia oferecer o helicóptero utilitário de médio-porte H175 como um substituto dos Puma HC2 da Força Aérea Real (RAF), que deverão ser aposentados em 2025. Entretanto, a proposta esbarra na parceria com a China que, segundo a Airbus, impediu o desenvolvimento de uma versão militarizada do helicóptero. 

Jerome Combe, chefe de política de produto e estratégia, disse na Conferência para Nova Aeronave de Asas Rotativas da Royal Aeronautical Society que a Airbus Helicopters poderia oferecer diversas soluções para a substituição dos Pumas da RAF, tais como o H225M Caracal, o NH-90 e o próprio H175. 

O helicóptero pode “realmente oferecer uma grande oportunidade para o Reino Unido”, diz Jerome, incluindo a montagem final no país e o aumento do conteúdo nacional. Aeronaves fabricadas no país também podem ser oferecidas para exportação, diz ele.

Airbus H175 do Governo de Hong Kong. Foto: Airbus Helicopters.

Apesar da proibição chinesa afirmada pela Airbus, que se recusa a comentar mais sobre o caso, a fabricante poderia contornar as limitações ao substituir os componentes chineses por outros fabricados na Europa. A Avicopter da China é parceira do projeto desde o seu lançamento em 2005.

A fabricante chinesa fornece componentes para o H175, incluindo peças da fuselagem, mas também faz sua própria versão, o AC352, que é movido por motores Safran Ardiden 3C, ao passo que o H175 é motorizado por um par de Pratt & Whitney PT6. 

Um porta-voz da Airbus disse que “A Airbus Helicopters espera atender aos futuros requisitos de helicópteros de médio-porte do Reino Unido, à medida que eles tomam forma, e estamos confiantes de que podemos oferecer soluções atraentes que atenderão plenamente às necessidades operacionais das forças armadas e contribuirão para uma forte agenda nacional de prosperidade.”

Puma HC2 da RAF na RIAT 2018. Foto: Steve Lynes.

Até momento, o Puma deverá estar fora de serviço até 2025, mas a Airbus Helicopters afirma que pode dar suporte aos helicópteros até 2035, potencialmente alinhando sua aposentadoria com a chegada de uma plataforma de nova geração.


Os Pumas estão em serviço com a RAF desde os anos 70, todavia, 23 aeronaves foram modernizadas para o padrão HC2, que inclui cockpit digital e melhorias nos motores Makila 1A1.

Apesar de já ter uma data para a aposentadoria dos helicópteros, o governo britânico não lançou nenhum programa ou licitação para a substituição dos Pumas.  

Via Flightglobal