Foto - Airbus

A Airbus anunciou uma nova versão do A350-1000 com maior peso máximo de decolagem. No total essa nova variante é capaz de transportar 5 toneladas a mais na decolagem, e oferece uma possibilidade de melhor equilíbrio entre alcance e carga.

Anteriormente a Airbus lançou uma versão do A350-1000 com peso máximo de decolagem de 311 toneladas, conhecida pelo nome WV001 nas especificações técnicas. Essa nova versão, designada como WV002, oferece um peso máximo de decolagem de 316 toneladas.

Apesar do maior peso de decolagem, essa versão WV002 é limitada ao mesmo peso máximo para pouso e tem o mesmo “peso vazio” da versão WV001.

A Airbus disse que a mudança leva a um aumento de 830 km no alcance máximo, o que significa que o A350-1000 agora é capaz de voar até 15550 km, em comparação com o máximo anterior de 14720 km. A aeronave não ganhou tanques extras, somente o peso de combustível permitido que foi alterado, esse valor também não contabiliza as atualizações que serão incorporadas no final de 2018, aumentando o alcance em 2%.

Curiosamente a Airbus também está disponibilizando o A350-1000 com MTOW de 260 e 270 toneladas, algo que limita bastante a questão de escolha entre alcance e peso alocado na aeronave.

Uma versão com maior peso de decolagem é ideal para aquelas companhias que não abrem mão de uma configuração de alta densidade, e mesmo assim querem fazer voos de longa distância, como a LATAM Brasil, que opera o A350XWB com uma alta densidade de assentos, em voos com mais de 9000 km.

A fabricante aproveitou para destacar a evolução do motor Rolls-Royce Trent XWB-97, que com suas 97 mil libras de empuxo é capaz de encarar oito toneladas de peso a mais, em comparação com o seu projeto original, que previa MTOW de 308 toneladas.