A Airbus realizou no dia 05 de agosto o primeiro pouso do Zephyr S HAPS, um avião movido a energia elétrica projetado para voar em altas altitudes.

A aeronave voou por mais de 25 dias seguidos, sem pousar, somente com suas baterias e o painel solar, que forneceu energia para recarregar todo o sistema. A decolagem ocorreu no dia 11 de julho, no Arizona, nos EUA.

A Airbus já tinha voado anteriormente com um protótipo do Zephyr, porém essa nova versão permitiu mais de 14 dias de voo contínuo, o que já era um recorde para a empresa anteriormente.

De acordo com a Airbus, o Zephyr S HAPS atingiu todos os objetivos dos projetistas, que agora vão prosseguir com os testes até a certificação do avião, e primeira entrega ao Reino Unido.

 

O Zephyr

Esse avião se destaca pela propulsão totalmente elétrica, com carregamento das baterias através de energia solar.

Essa combinação de projeto com a capacidade de realizar voos autônomos, ou seja, sem a dependência de pilotos, e na estratosfera, permite que o Zephyr voe durante vários dias seguidos, sem ser afetado pelo clima ou por regulamentações do controle de tráfego aéreo na altitude onde normalmente voa as aeronaves comerciais.

De acordo com a Airbus, o foco da aeronave é fornecer serviços de transmissão e retransmissão de sinais, bem como vigilância por câmeras em um determinado espaço. Tudo isso em caráter temporário, não necessitando de lançar um satélite, algo que poderia encarecer bastante esse tipo de serviço.