Gepard Alemanha Ucrânia
Cinquenta viaturas antiaéreas Gepard serão transferidas para a Ucrânia. Foto: Hans-Hermann Bühling (CC BY-SA 3.0).

O Governo da Alemanha autorizou a transferência de blindados antiaéreos Flakpanzer Gepard para a Ucrânia, nesta terça-feira (26). A Krauss-Maffei Wegmann (KMW), fabricante do Gepard, havia indicado em fevereiro que 50 unidades estão prontas para transferência após passarem por alguns reparos.

Segundo o portal Spiegel, a ministra da defesa alemã Christine Lambrech faria um anúncio hoje na Base Aérea de Ramstein sobre a transferência das viaturas e o treinamento de ucranianos para operar o obus autopropulsado PzH 2000, de 155mm, que a Holanda está doando para a Ucrânia.

Artilharia autopropulsada PzH 2000 do Exército Alemão. Foto: Spc. Nathanael Mercado/US Army.

Mais tarde, uma fonte confirmou ao Bloomberg que o governo alemão autorizou a transferência dos blindados ao país invadido pela Rússia há dois meses. 

A ministra da Defesa confirmou os planos nesta terça-feira, sem especificar números e prometeu que mais medidas virão, o que pode marcar uma mudança na abordagem da Alemanha para armar Kiev.

“Continuaremos assim”, disse Lambrecht em Ramstein, onde participava de um evento organizado pelo secretário de Defesa dos EUA Lloyd Austin. “Passo a passo, o que quer que a Ucrânia precise, consideraremos com nossos aliados o que for possível.”

A Alemanha vem sendo criticada há semanas por sua atitude hesitante quanto à transferência de armas para a Ucrânia e sua relação com a Rússia. Lambrecht quer, portanto, enfatizar mais uma vez aos cerca de 20 ministros da Defesa que viajaram para lá que o governo alemão marcou uma verdadeira virada com o pacote especial de 100 bilhões para a Bundeswehr e as primeiras entregas de armas.

A entrega dos sistemas Gepard vem sendo discutida há algum tempo. A KMW já havia anunciado em fevereiro que ainda tinha cerca de 50 em seu próprio estoque, que poderiam ser entregues à Ucrânia após um curto reparo.

Uma oferta correspondente foi feita ao governo federal. O chefe da KMW, Ralf Ketzel, disse na época que os sistemas de armas poderiam ser “operacionais novamente de forma relativamente rápida”.

Baseado no chassis do carro de combate Leopard 1, o Gepard é equipado com um par de canhões Oerlikon GDF de 35mm, cada um com uma taxa de disparo de 550 tiros por minuto e alcance útil de 5 km, podendo receber munições para usa contra alvos aéreos e terrestres.

O blindado possui dois radares, sendo um para detecção de alvos e o outro um radar de tiro para orientação dos canhões automáticos, ambos com 15 Km de alcance. O Gepard está em serviço com os exércitos da Alemanha, Brasil, Jordânia e também foi adquirido pelo Catar.