A Azul começa em 20 de dezembro a sua maior alta temporada desde a fundação da empresa. Até 2 de fevereiro, serão cerca de 40 mil voos ligando os destinos operados pela maior companhia aérea brasileira em números de decolagens e cidades atendidas.

O dia de maior movimento será logo na data de estreia da alta temporada de 2019, em que a Azul terá quase mil decolagens. “Graças ao crescimento da Azul e ao verão, que estimula as pessoas a voarem mais para descansar, viagens turísticas passam a ser mais procuradas por quem já trabalhou o ano todo e agora procura um momento de férias com a família ou amigos. É pensando também nesses Clientes que criamos rotas inéditas. Nesta alta temporada, nossa malha sazonal cresce quase 25% em número de assentos, comparando com janeiro deste ano com o mesmo período de 2020”, afirma Abhi Shah, vice-presidente de Receitas.

Os maiores destaques internacionais na malha da alta temporada deste ano são as ligações diretas entre Florianópolis e Montevidéu, no Uruguai; Cabo Frio e Buenos Aires, na Argentina; Belo Horizonte e Fort Lauderdale, nos Estados Unidos, Campinas e Punta del Este e Porto Alegre e Punta del Este. Já os mercados domésticos que têm grande expectativa por alta demanda são: Guarulhos-Ilhéus, Rio de Janeiro-Porto Seguro, Rio de Janeiro-Ilhéus e Rio de Janeiro-Florianópolis , todos mercado inéditos na malha da Azul.

“No ano passado, testamos a receptividade de nossos Clientes com algumas rotas inéditas durante o verão e a resposta foi muito boa. Por isso, nesta alta temporada, voltamos a trazer mercados turísticos inéditos na nossa malha”, diz Shah.

Além de incrementar sua malha em cidades com grande fluxo turístico, como no litoral sul da Bahia, Florianópolis e Foz do Iguaçu, a Azul também fortalecerá seus centros de distribuição em Campinas, Belo Horizonte e Recife com novos voos e colocará em Guarulhos assentos adicionais para Ilhéus, Jericoacoara e  Porto Seguro e outros destinos turísticos.

Via: Azul