American Airlines antecipa aposentadoria de aeronaves 737, E190 e A330

Foto - Chris Lofting

A recente crise no setor de aviação no mundo está forçando a American Airlines a antecipar a aposentadoria de diversas aeronaves, que anteriormente estavam programadas para sair da frota nos próximos três anos.

Mas com a previsão da própria IATA (Associação Internacional de Transportes Aéreos), de boa parte da demanda por voos não ser retomada pelo menos até meados de 2021, a American Airlines deve antecipar a aposentadoria de 145 aviões, dos 932 que tem na frota da empresa.

Como publicado anteriormente aqui no Portal Aeroflap, a American já planejava acelerar a aposentadoria dos seus 16 aviões Boeing 767, e mais 34 aeronaves Boeing 757-200. De fato, os velhinhos 767 devem sair da frota em breve, antes mesmo do 757.

Foto: Gabriel Melo

Mas vamos ao resumo das aposentadorias da frota da American Airlines:

Já estava marcado, e a American até encomendou mais aviões 787 também com esse motivo. A companhia vai retirar nove aviões A330-300 da sua frota, entregues entre 2000 a 2001 para a US Airways, sobram 15 aeronaves A330-200.

Cerca de 76 aviões Boeing 737-800, de 328 da frota, serão aposentados. A American vai optar por retirar os mais antigos, fabricados entre 1999 e 2001.

Imediatamente a American deixa de operar com 20 aviões Embraer E190, que deviam sair da frota até o final de 2020.


Vale ressaltar que a American Airlines ainda estava operando com alguns 737 NG e com o E190 devido à falta de alternativas, frente à paralisação do 737 MAX, até hoje não resolvida pela Boeing.

Ao todo, juntamente com os 757 e 767, são 145 aviões que vão sair da frota da American Airlines até o final de 2020, muitos antes do último planejamento apresentado pela companhia, mas fazendo sentido com as previsões da empresa para organizar a sua frota.

 

DEIXE UMA RESPOSTA