E140 da American Eagle. Foto: JT Genter/The Points Guy

Depois de aposentar seus Airbus A330, Boeing 757, Boeing 767, Embraer 190 e Bombardier CRJ-200, a American Airlines vai retirar de serviço a sua frota de jatos regionais Embraer 140.

No final de semana, a American retirou os E140 de sua programação a partir do dia 5 de maio de 2021, de acordo com horários divulgados pela Cirium, o que foi posteriormente confirmado pela companhia. 

O vice-presidente de planejamento de rede da American, Brian Znotins, disse ao The Points Guy que “estamos publicando nossos planos agora para aposentar esse modelo de aeronave. À medida que continuamos a trazer jatos regionais maiores para o nosso sistema, os Embraer 140 são os primeiros que estamos retirando.”

Os dados de frotas da Cirium mostram que há 31 E140 em serviço ou em armazenamento para a afiliada regional da American, Envoy Air, com apenas oito voando ativamente para a companhia aérea.

Foto: Tis Meyer via Aviation Tribune.

Todos esses aviões foram entregues entre 2001 e 2003, o que os deixa com uma média de idade de 18,8 anos. 

A American Eagle foi o cliente lançador do jato regional, com um pedido de 130 aeronaves em outubro de 2000.

A empresa originalmente encomendou o jato quando seus sindicatos de pilotos não aprovaram uma cláusula para expandir o número de aviões de 50 assentos permitidos na frota regional.


Com apenas 44 assentos, o Embraer 140 foi uma forma de contornar o problema.

Desde então, o avião tem sido um dos pilares da frota da Envoy Air. A companhia já chegou a operar a maioria dos E140 já construídos. Porém, a pandemia acelerou o fim do avião da American Airlines.

Znotins admitiu que a data exata da aposentadoria sempre pode mudar: “conforme aprendemos com esta crise, às vezes as coisas precisam ser ajustadas de vez em quando”.

Via The Points Guy