ANAC drones

A Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) apresentou aos órgãos de aviação, indústria e entusiastas de todo o mundo como a Agência tem avançado, nos últimos anos, na regulamentação de aeronaves não tripuladas no Brasil. Os principais resultados obtidos pelo setor nessa temática foi destaque na quarta-feira (21), durante o último dia da edição anual do Simpósio Drone Enable, promovido pela Organização da Aviação Civil Internacional (OACI).

No evento, a Agência foi representada pelo superintendente de Aeronavegabilidade, Roberto Honorato, e pelo coordenador da área de Drones e Novas Tecnologias Ailton José, que, durante o painel “Brazil Focus”, descreveram como o avanço da tecnologia tem contribuído para a evolução da indústria de drones e como as aeronaves têm sido utilizadas nas atividades comerciais e não comerciais.

O superintendente citou a proliferação do uso de drones em diversas atividades após publicação da norma que regulamentou o cadastro e a operação de drones no país — o Regulamento Brasileiro de Aviação Civil Especial (RBAC-E) nº 94 ,de maio de 2017. “Desde então, o uso de drones continua crescendo no Brasil, e há, atualmente, cerca de 80 mil aeronaves não tripuladas no cadastro da Agência. Mais de 30 mil são usadas para propósitos comerciais”, destacou.

Honorato também lembrou que, por conta da frequente evolução das aeronaves e da forma como elas têm sido exploradas em diferentes atividades, a ANAC sempre tem mantido diálogo com a sociedade a fim de permitir novas oportunidades de mercado. “Desde o início, a Agência tem dedicado esforços para promover a participação pública, seja pela indústria, potenciais operadores e cidadãos em geral, que tiveram a oportunidade de apresentar seus pontos de vista e fornecer comentários, dados e projeções. É importante destacar que essa abordagem provou ser chave para o sucesso da regulação”, concluiu.

As futuras perspectivas sobre a operação de drones foram destaque na apresentação do coordenador Ailton José. Ele mencionou que ainda existem muitos desafios no âmbito regulatório para serem debatidos e que permitam promover o desenvolvimento do setor com segurança. “Alguns desses desafios são: aumentar o nível de cumprimento, atender a demanda dos operadores e permitir operações ainda mais avançadas”, pontuou.

Simpósio Internacional

Desde 2017, o Drone Enable vinha sendo realizado presencialmente em países previamente selecionados pela OACI. A 4ª edição do evento estava agendada para ser realizada em 2020, no Rio de Janeiro, no entanto, devido às medidas de distanciamento social e de contenção para evitar a disseminação do coronavírus, a OACI preferiu adiar o evento para este ano e no formato virtual. O simpósio foi realizado entre os dias 13 a 15 e 20 a 21 de abril.

A apresentação realizada pela ANAC no fórum da OACI pode ser assistida no canal oficial da Agência no YouTube (com legenda em português) — clique no link para acessar.