Operadores aéreos regidos pelos Regulamento Brasileiro de Aviação Civil (RBAC) nº 135 e 91, organizações de manutenção, gerentes, supervisores e demais públicos interessados em informações sobre manutenção aeronáutica podem acessar, a partir desta semana, a cartilha orientativa acerca de falhas e cuidados em válvulas de admissão e de exaustão de motores a pistão (clique no link para acessar).

Elaborado pela Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC), o documento foi desenvolvido como forma de orientar e conscientizar esses profissionais quanto ao surgimento de possíveis ocorrências relacionadas à operação inadequada do equipamento, por falha de manutenção de componentes ou por problemas ocasionados por longo período de inatividade.

Destacam-se também na cartilha pontos de atenção sobre a lubrificação do motor, regimes de operação, substituição de componentes e inspeção do sistema de válvulas.

O documento tem por referência estudos técnicos realizados pela autoridade de aviação civil dos Estados Unidos, a Federal Aviation Administration (FAA), pela Associação de Proprietários e Pilotos de Aeronaves (AOPA) e por fabricante de motores, além da experiência do corpo técnico da ANAC.

Sua publicação é parte de uma série de documentos orientativos, destinados aos profissionais que atuam na área de manutenção e supervisão de aeronaves, que serão disponibilizados no site da ANAC com objetivo de prevenir eventuais ocorrências aeronáuticas.

Nas próximas semanas, a Agência lançará cartilha sobre funcionamento e manutenção de bielas.

 

Série de cartilhas

Paralelamente ao trabalho desenvolvido e publicado pela área de segurança operacional da ANAC, outras cartilhas no formato orientativo têm sido elaboradas pelo Grupo Brasileiro de Segurança Operacional da Aviação Civil (BGAST) e disponibilizadas pela Agência na página do grupo (clique no link para acessar).

Ao todo, foram publicados seis documentos aos profissionais que atuam na aviação geral.

Criado com objetivo de propor e promover melhorias na segurança operacional do país, o BGAST é um comitê composto por representantes dos Provedores de Serviços da Aviação Civil (PSAC) e de outras entidades que possuem profissionais dedicados à melhoria da segurança operacional da aviação civil brasileira.

 

Via: ANAC