Motores são isolados pela equipe de manutenção.

Cartilha aborda questões relacionadas à operação e à manutenção de bielas de motores a pistão

Dando seguimento ao trabalho de orientação e divulgação de boas práticas na manutenção aeronáutica com objetivo de evitar possíveis falhas mecânicas em aeronaves de motores a pistão, a Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) publica nesta quinta-feira (17/06) nova cartilha orientativa produzida por especialistas e técnicos da Autarquia.

Na mais recente edição, o guia aborda questões relacionadas ao funcionamento e a melhores práticas de manutenção de bielas de motores a pistão (clique no link para acessar).

A biela é uma das principais peças que compõe o motor a pistão, o reparo e a troca do componente sem os devidos cuidados podem contribuir com possíveis falhas na aeronave e, consequentemente, a ocorrência de incidentes e acidentes aeronáuticos.

Visando mitigar riscos dessa natureza, que podem ser evitados com manutenções e inspeções adequadas, a cartilha é indicada para esclarecer pontos importantes, além de possuir caráter informativo incluindo referências e materiais técnicos emitidos pela autoridade de aviação civil dos Estados Unidos, a Federal Aviation Administration (FAA), e pelos principais fabricantes de motores a pistão.

Indicada aos operadores aéreos regidos pelos Regulamento Brasileiro de Aviação Civil (RBAC) nº 91, 135, 137 e centros de instrução regidos pelo RBAC 141, que operam aeronaves a pistão, além de organizações de manutenção, gerentes, supervisores e demais públicos que atuam ou com interesse sobre manutenção aeronáutica, a cartilha orientativa apresenta ilustrações educativas do componente e de falhas críticas, pontos de atenção durante a manutenção e operação, itens de troca obrigatória e a importância da utilização correta de lubrificantes.

Importante lembrar

Os procedimentos de manutenção podem variar de acordo com o manual da aeronave, motor e componentes. Portanto, os manuais e publicações técnicas emitidas pelos fabricantes e Diretrizes de Aeronavegabilidade (DA) emitidas pelas autoridades de aviação civil aplicáveis aos produtos aeronáuticos devem sempre ser as fontes prioritárias para a execução de procedimentos de manutenção.

Série de cartilhas

Paralelamente ao trabalho desenvolvido e publicado pela área de segurança operacional da ANAC, outras cartilhas têm sido elaboradas pelo Grupo Brasileiro de Segurança Operacional da Aviação Civil (BGAST) e disponibilizadas pela Agência na página do grupo (clique no link para acessar). Ao todo, seis documentos foram disponibilizados na página do BGAST aos profissionais que atuam na aviação geral.

 

Via: ANAC

DEIXE UMA RESPOSTA