A Anac aprovou hoje (02/05) uma nova regulamentação para  a operação de drones no Brasil. A nova regulamentação da ANAC inclui a necessidade de uma habilitação para pilotar drones que tenham peso maior que 25Kg, e a isenção de habilitação para os que pesam menos do que 25 kg, mas que voem abaixo dos 400 pés (121 metros). Dentre as regras está a incluso que apenas pilotos acima de 18 anos poderão pilotar drones, isso é válido para qualquer tipo de drone.

A decisão da Agência Nacional de Aviação Civil era aguarda por muitos usuários que usam os drones como forma de empreendimento, inclusive nas áreas agrícola, de segurança e até em mineradoras. A PRF (Polícia Rodoviária Federal) utiliza drones para a fiscalização de estradas.

Foto – Parrot/Reprodução

Para os drones com peso superior a 25 kg é exigida além da habilitação do piloto, uma licença para operar o drone. Como citado acima, para os drones com peso inferior a 25 kg não é exigida nenhuma licença.

A norma tem como foco ter um controle seguro na operação dos drones e até colocá-los em prática profissional, como o uso de drones para pulverizar lavouras, uso na segurança pública e privada e até para entregas de mercadorias.

Agora existem categorias criadas pela Anac em relação aos drones, são ela:

  • Veiculo acima de 25 Kg: Devem ter registro na Anac;
  • Veículo com mais de 20 gramas e até 25 Kg:  Deve ter cadastro no site da Anac;
  • Veículos com peso inferior a 250 gramas: Não precisa de cadastro na Anac;

 

Uso na FAB

Foto – Força Aérea Brasileira

A FAB já tem um esquadrão dedicado apenas para o uso de drones, trata-se do Esquadrão Hórus (1º/12º), sediado em Santa Maria, no RS. A aeronave utilizada é um Hermes 900 (de fabricação israelense) e o RQ- 450 Hermes. O Esquadrão Hórus colocou em prática em o RQ- 450 Hermes durante a copa do mundo e obteve bons resultados com as missões de vigilância do aparelho.

 

Por Lazer

Tanto o aeromodelismo (asa fixa), quanto o helimodelismo (asa rotativa), estão subordinados à Cobra (Confederação Brasileira de Aeromodelismo),  é uma confederação que tem como foco colocar regras para administrar o hobby, tanto que a BRA ( como se fosse um Brevê de piloto), que pode ser emitido pela cobra, é válido somente em clubes homologados pela Cobra, o que força a prática do hobby em local apropriado.