Asta Linhas Aéreas

Companhia de aviação sub-regional de Mato Grosso retoma as operações de todos os destinos atendidos pré-pandemia

O mercado aéreo foi, sem dúvida, um dos setores mais afetados pela atual pandemia e seus desdobramentos. Segundo dados da ANAC (Agência Nacional de Aviação Civil), o transporte aéreo de passageiros registrou queda de 48,7% em 2020, em comparação ao ano anterior.

Parte dessa retração pode ser atribuída às restrições de voo, impostas pelas autoridades em caráter sanitário, e parte em função da baixa demanda, pois, mesmo quando os voos foram autorizados, muitas pessoas passaram a adotar o trabalho remoto de forma definitiva e, ainda, adiaram seus planos de viagens de lazer.

Entre as companhias que atravessaram esse período desafiador, a Asta Linhas Aéreas tem boas perspectivas para 2021. Passado o choque inicial da pandemia, que surpreendeu a todos e fez com que cada setor se adaptasse para que, de forma segura, voltasse a atuar, a Asta anuncia a retomada gradativa de todas as suas operações, nas 12 cidades atendidas no estado de Mato Grosso: Água Boa, Aripuanã, Canarana, Cuiabá, Juara, Juína, Nova Mutum, Pontes e Lacerda, Primavera do Leste e Tangará da Serra, além de Lucas do Rio Verde e Sinop.

“O momento é de retomada e nossa perspectiva é voltar a atender as cidades que já faziam parte dos nossos destinos até o final do ano. Pretendemos, ainda em 2021, expandir o atendimento a outras pequenas cidades, onde aviões de maior porte não podem operar devido ao tipo de pistas disponíveis, de 1.000 a 1.600 metros, com restrição de piso e infraestrutura aeroportuária. Com incentivos da ANAC e do governo, a expectativa é alavancar esse segmento nos próximos cinco anos”, comenta Adalberto Bogsan, CEO da Asta.

Atuando desde 1995 no segmento sub-regional com foco no agronegócio, em Mato Grosso, a Asta firmou recentemente uma parceria com a GOL, maior companhia aérea do Brasil. O acordo, consolidado por intermédio da integração de sistemas com a VoePASS, permite que as empresas reforcem sua atuação, de forma mútua, a partir da ampliação da malha de voos, operando pelo sistema interline.

Com voos partindo da capital Cuiabá para o interior do estado, a Asta segue também com o serviço de fretamento para passageiros, a fim de atender os clientes que buscam mais comodidade e segurança com um voo particular. Como próximos passos, a companhia estuda a expansão para os estados de Tocantins, Goiás e Mato Grosso do Sul, com operações em voos regionais.

A companhia destaca, ainda, que busca atender as necessidades de seus passageiros e clientes, reforçando todos os procedimentos de segurança, de acordo com os protocolos recomendados pela OMS (Organização Mundial da Saúde) e determinações dos governos federal e estadual, incluindo:

*Disponibilidade de álcool em gel nas aeronaves;
*Uso de equipamentos de proteção pelos colaboradores;
*Obrigatoriedade do uso de máscaras pelos passageiros;
*Medidas especiais de higienização das aeronaves;
*Reforço dos protocolos de ação recomendados pela OMS (Organização Mundial da Saúde);
*Como as aeronaves não são pressurizadas, o ar é trocado continuamente;
*Em caso de dúvidas sobre a Covid-19, a empresa recomenda a consulta apenas de sites oficiais governamentais ou de autoridades sanitárias.

 

Via: Asta Linhas Aéreas