ATR declara que vai reduzir produção de aeronaves

Nesta segunda-feira (11/05) a ATR declarou que planeja reduzir a produção de novos aviões turboélice, para se adequar à nova demanda do mercado de aeronaves.

Atualmente a ATR fabrica cerca de 6 aviões por mês, de acordo com os dados de 2019, no entanto, ainda não há uma estimativa de corte na produção de aeronaves, de acordo com Bortoli.

“Claro que vamos reduzir; veremos depois quanto”, disse o CEO da ATR, Stefano Bortoli em entrevista, ressaltando que por enquanto não haverá uma meta de entregas de novos aviões.

A queda na demanda por novos aviões turboélice já estava evidente desde 2019, quando a empresa entregou 68 aeronaves, ante 76 em 2018. Ao mesmo passo, a ATR conseguiu vender mais aviões, com 79 novas encomendas, ante 52 em 2018.

A empresa aposta que terá maior demanda nos próximos anos, com os seus novos aviões entrando no mercado.

A ATR passou a oferecer uma versão puramente cargueira do ATR 72-600, com a FedEx lançando a aeronave no mercado, além disso, a fabricante criou uma versão do ATR 42-600 para pistas curtas, com cerca de 800 metros, aumentando a versatilidade da aeronave.

 

DEIXE UMA RESPOSTA