B-2 Spirit
B-2 Spirit

O futuro da aviação bombardeira dos EUA já está sendo traçada desde já com o B-21 Rider, mas os atuais bombardeiros ainda deverão voar por mais algum tempo e para isso atualizações irão acontecer. É o caso do B-2, este clássico da aviação moderna está precisando de atualizações, mas estas podem atrasar, de acordo com um dado recente da USAF.

A informação atual aponta que até setembro de 2024 apenas oito dos 20 bombardeiros B-2 disponíveis na USAF sejam modernizados e o custo disso será alto, algo em torno dos US$ 3 bilhões, um valor já ampliado em relação à última análise feita pela Força Aérea dos EUA.

“Um desenvolvimento agressivo de software, associado aos desafios de mão-de-obra no desenvolvimento de software, resultou em um progresso menor do que o esperado”, disse  a capitã Cara Bousie, porta-voz da Força Aérea. O serviço declarará que a atualização alcançou a capacidade de combate inicial depois que o Global Strike Command, que opera o B-2, “recebeu o novo sistema e tem a capacidade de empregá-lo e mantê-lo”, disse ela.

Continua depois do anúncio

Caso não se tenha tais atualizações o B-2 teria seu emprego limitado em vista a outras forças aéreas, principalmente a da China e da Rússia.

B-2 Spirit da USAF- Foto: RAF

Continua depois do anúncio

A fabricante do B-2 a Northrop Grumman também falou sobre por meio do porta-voz da empresa, Tim Paynter, segundo ele a empresa concluiu a instalação do novo sistema na primeira aeronave de teste, e os testes de solo estão em andamento.

“Permanecemos firmes em nosso compromisso” de “continuar a concluir agressivamente os esforços de certificação de software e dignidade do ar, a fim de fornecer totalmente esse nível de recursos da próxima geração”, disse Paynter.

Em seu relatório divulgado em abril a USAF, reconhece o trabalho da empresa fabricante, mas “apesar da crescente ênfase da liderança da Northrop Grumman, o contratado está com desempenho insuficiente no seu plano de melhoria do desenvolvimento de software”. Isso é “devido a estimativas imprecisas “Quanto tempo levaria o desenvolvimento de software e os recursos humanos que” resultaram em prazos agressivos “.

Continua depois do anúncio

O B-2 é um bombardeiro tático Stealth, conhecido por ser temido e ainda por ter algumas coisas secretas, bem como pelo valor do avião, que foi de chega a US$ 2,1 bilhões, por aeronave, ganhado assim o ‘título de aeronave mais cara da história´. O B-2 foi muito ativo nos conflitos do Afeganistão e Iraque, bem como em ataques recentes na Síria.

 

Fonte: Bloomberg/ Edição: Aeroflap

Continua depois do anúncio