A Austrian Airlines está no meio de um processo para reduzir seus custos operacionais, como forma de melhorar a sua competitividade com companhias aéreas Low Cost do setor.

Segundo a ATW Online, a Austrian Airlines agora busca reduzir seus gastos em quase US$ 70 milhões por ano. Para atingir a meta, a companhia precisará até mesmo cortar postos de trabalho, cerca de 500 deles ao longo de 2020.

Em Viena a Austrian Airlines sofre uma dura concorrência da Laudamotion (da Ryanair), da easyJet e da Wizz Air. A companhia era uma das poucas que despontava como uma “tradicional”, oferecendo a “experiência completa” ao passageiro.

Se a Austrian Airlines reduzir os custos onde puder, poderá subsidiar tarifas para competir com empresas como a Ryanair, que oferece voos para Viena a partir de US$ 12,96 (por trecho).

Seguindo o modelo de baixo custo, uma mudança como essa poderia significar a cobrança de serviços adicionais que eram anteriormente gratuitos. Podem ser refeições a bordo ou taxas de despacho de bagagem.