Foto - Cristian Marchi @brasiliaspotter / Aeroflap

A Avianca Brasil pode ter mais aviões sendo retirados da sua frota em breve, por atraso no pagamento das parcelas de leasing. Na última sexta-feira (12/04), o Superior Tribunal de Justiça (STJ) autorizou que a posse de 9 aviões fosse retomada por duas empresas, a ACG e a Sumisho.

Além dos 9 aviões, o STJ também autorizou que uma dessas empresas retomasse a posse de um motor de aeronave, da marca Rolls-Royce.

Cerca de três aviões foram retirados frota da Avianca Brasil, as outras aeronaves ainda estão sendo confiscadas pelas empresas. Boa parte desses aviões estão indo para o Aeroporto de São Carlos (SP), e também para o Aeroporto de Brasília (DF).

Com esses aviões já retirados, incluindo também a retirada de aviões da Constitution Aircraft, a Avianca Brasil opera com 26 aeronaves, mas pode perder outras 12 aeronaves em breve, visto que ainda há processos de outras empresas na justiça.

Desta forma, a Avianca Brasil pode operar com apenas 4 aeronaves, todas do modelo A318, fabricadas e arrendadas pela Airbus.

Nesta segunda-feira a companhia divulgou o cancelamento de aproximadamente 170 voos entre o dia 18 e 20 de abril, além dos outros 180 voos cancelados entre os dias 13 e 17 de abril.