Avião da GOL retorna para Recife após falha elétrica em voo

GOL

No último dia 18 de dezembro um Boeing 737-700 da GOL Linhas Aéreas, de matrícula PR-GOW, precisou voltar a Recife logo depois da decolagem, após a tripulação relatar um problema elétrico.

O avião estava realizando o voo G3 1705 de Recife para o Aeroporto de Congonhas, em São Paulo, quando o incidente aconteceu. 

O avião pousou no Aeroporto de Recife cerca de 35 minutos após os pilotos relatarem aos passageiros o problema no sistema de energia da aeronave. De acordo com o registrado, a aeronave ficou com apenas um gerador de energia funcionando durante o voo, sendo que o segundo falhou minutos após a decolagem.

Esse não é um problema grande, visto que o avião ainda tem outras duas fontes secundárias: A APU, um pequeno gerador na cauda; e a bateria.

Os manuais do Boeing 737 solicitam que o voo seja alternado imediatamente caso o avião tenha falha em um dos geradores principais, localizados um em cada motor (2 no total), e ao mesmo tempo na APU.

A aeronave permaneceu em solo por cerca de 18,5 horas, antes de seguir para o Aeroporto de Congonhas.

Um passageiro relatou que o voo atrasou consideravelmente, eles embarcaram no voo e, em seguida, desembarcaram novamente antes de finalmente embarcarem novamente. 


Em seguida, em voo o comandante disse a eles que tinham uma falha técnica e precisavam voltar para Recife.

O avião já voou anteriormente pela Varig, a partir de 1998 quando foi fabricado, e entrou na frota da GOL em 2003.

 

Com informações de The Aviation Herald.

DEIXE UMA RESPOSTA