Irkut MC-21 Rússia

Uma nova negociação entre a Índia e a Rússia pode resultar na fabricação de novos aviões comerciais em território indiano.

Os mais novos aviões desenvolvidos pela Rússia, MC-21 e Il-114-300, despertaram o interesse da Índia, que planeja adquirir no longo prazo cerca de 200 aviões desses dois modelos.

Em contrapartida, a Rússia pode optar por liberar a produção dos aviões em solo indiano. Todos os dois são desenvolvidos por empresas estatais vinculadas ao Grupo UAC, também estatal russo.

A Rússia está pronta para cooperar com a Índia na manutenção e montagem dos jatos de passageiros MC-21, disse o representante da Rostec. 

“Por falar em MC-21, estamos prontos para discutir diferentes opções de cooperação industrial. Pode ser uma autorização para um centro de manutenção e reparos, estabelecimento de um home depot de peças de reposição e um centro de treinamento ou mesmo a fabricação de elementos estruturais individuais e unidades e montagem de aeronaves a partir de kits de aeronaves, se houver um grande pedido de cerca de 200 aeronaves”, disse o diretor de cooperação internacional e política regional da Rostec Corporation, Viktor Kladov.

A montagem a partir de kits é praticamente a montagem final do avião na Índia, com base em peças enviadas diretamente da Rússia.

“Oferecemos um desenvolvimento conjunto para nossos parceiros indianos em sua base [Il-114-300 – TASS] – uma modificação russo-indiana, e organizamos sua produção na Índia em caso de ‘promoção’ bem-sucedida no mercado indiano”, disse Kladov para a TASS.

 

O Ilyushin IL-114-300

O Ilyushin-114-300 teve seu lançamento oficial há alguns anos, com o objetivo de realizar o primeiro voo em 2018 e entrar em serviço em 2022, mas o programa foi adiado e o primeiro avião de teste ficou pronto a cerca de alguns meses atrás  

A -300 é uma variante modernizada de 68 lugares do turboélice Il-114. A produção está sendo reiniciada para atender à demanda de transporte doméstico regional, principalmente em áreas remotas, e substituir os aviões mais antigos da Antonov usados ​​nessas rotas.

O IL-114-300 representa mais um passo na conversão sistemática das tecnologias militares russas para a aviação civil. A aeronave tem potencial para países que se concentram no desenvolvimento do tráfego aéreo local e regional.

 

O Irkut MC-21

O MC-21-300 tem capacidade para 163 a 211 passageiros, sempre em configuração de duas classes. A Irkut promete um custo até 15% menor de operação do MC-21 em comparação com os concorrentes atuais, como o Airbus A321neo.

A Irkut tem mais de 185 encomendas, com mais 100 opções de compra, para o MC-21. Contudo, a maior parte dessas encomendas é proveniente de companhias da Rússia.

Esse teste da matéria faz parte da série de certificação do MC-21, que deverá ser concluída no final de 2021 na Rússia, e com o certificado emitido pela EASA ainda em 2021.

A Irkut divulgou, através do Ministério do Comércio e Indústria da Rússia, que planeja fazer as primeiras entregas do MC-21 no final de 2021.

A primeira companhia aérea que deve receber o avião é a estatal Aeroflot, conhecida por operar por diversos anos da URSS somente com aviões fabricados no país. Atualmente a companhia conta com uma frota de aviões Airbus e Boeing, com uma pequena presença do SSJ100, fabricado pela Sukhoi na Rússia.

A Aeroflot tem 50 pedidos firmes para o MC-21, e opções de compra para mais 35 aviões. Já o MC-21 acumula um total de 175 pedidos firmes para o MC-21.

A companhia russa, por sua vez, optou por motores Pratt & Whitney, como nos A320neo.