A Azul anunciou hoje (17/07) uma carta de intenção de compra de 21 aeronaves Embraer 195-E2, aumentando a quantidade de pedidos firmes para 51. O anúncio foi feito durante o “Farnborough International Airshow”, que acontece na Inglaterra.

Com entregas a partir de 2019, a nova aeronave terá 136 assentos, 15% a mais que a geração atual.

A Azul continua sendo a cliente de lançamento do E195-E2, com a primeira entrega agendada para o primeiro semestre de 2019.

Com um consumo mais eficiente de combustível, a Azul espera operar esses E2s com uma redução de pelo menos 26% no custo por assento comparado com a geração atual de E1s que opera. Adicionalmente, os E2s terão as mesmas especificações de cabine do E1, reduzindo significativamente o custo de treinamento de pilotos.

“Estamos muito felizes com o aumento de nossos pedidos de E2s. Nossa frota de aeronaves da Embraer sempre foi e sempre será fundamental para nossa malha e estratégia de frota. Estamos muito satisfeitos com o nosso atual processo de transformação de frota, principal vetor de expansão de margem nos próximos anos. Dado que 50% de nossos E1s serão devolvidos nos próximos 5 anos, esse novo pedido garante a substituição destas aeronaves por aeronaves de nova geração, mais eficientes na queima de combustível, contribuindo para a contínua redução de nossos custos unitários”, afirma John Rodgerson, CEO da Azul.

Foto – Embraer/Divulgação

A Azul já tinha anteriormente uma encomenda firme para 30 aviões do modelo E195-E2, e 20 opções de compra para a mesma aeronave. Com essa “encomenda” de hoje, a companhia poderá ter 51 aviões E195-E2 em sua frota no futuro.

O E195-E2 tem três fileiras adicionais de assentos em comparação com o E195 atual, podendo ser configurado com 120 lugares em duas classes de serviço, ou até 146 assentos em classe única. A aeronave também tem aumento significativo de alcance com relação ao modelo atual, de mais de 800 quilômetros adicionais, o que possibilitará viagens de até 4500 quilômetros de distância.

Pela filosofia da Embraer para o E2 ser diferente, ao criar um tipo de asa para cada variante, o E195-E2 tem 1,4 metros a mais de asa, totalizando 35,1 metros de envergadura e 41,5 metros de comprimento, o maior avião já produzido em território nacional em comprimento.